Algumas situações de emergência com seu animal de estimação e como lidar com elas

Reprodução/Care2

Reprodução/Care2

Ingestão de algo tóxico ou envenenado

Os sintomas que mostram que o seu animal foi envenenado podem variar desde letargia a convulsões. Se você suspeitar que seu animal tenha comido algo venenoso, não espere que os sintomas surjam. Ligue imediatamente para o seu veterinário ou algum centro de controle de intoxicações.

  1. Afaste o seu animal da origem do envenenamento.
  2. Se possível, fique com uma amostra daquilo que o envenenou para o seu veterinário investigar, incluindo embalagens e rótulos, se for o caso.
  3. Não induza o vômito a menos que o veterinário ou centro de controle de envenenamento  digam para o fazer, porque pode tornar as coisas piores. Se o seu animal vomitar, coloque uma amostra dentro de um saco plástico para mostrar ao veterinário.
Dicas de prevenção: Tudo, desde chocolate negro até as mais comuns plantas de casa poderão ser tóxicas para os animais. Informe-se sobre quais  poderão ser itens nocivos e mantenha os seus animais longe deles.

Sufocamento

Os sintomas de que o seu animal está a sufocar incluem dificuldade em respirar, lingua azulada, baba.

  1. Remova a coleira do seu animal ou qualquer coisa que lhe aperte a garganta
  2. Olhe para dentro da boca do animal e procure algum objeto visível. Se o consegue ver, tente retirar gentilmente com os dedos ou com uma pinça ou alicate. Tenha cuidado para não o empurrar ainda mais para dentro.
  3. Se o animal for pequeno, levante-o e com cuidado, suspenda-o de cabeça para baixo. Com cães de maior estatura, levante as suas patas traseiras, de maneira que a cabeça fique inclinada abaixo dos ombros. Isto pode ajudar a desalojar o objeto.
  4. Se não conseguir remover o objeto ou se o seu animal perder a consciência, você poderá ter que aplicar a manobra de Heimlich, dando uma pancada seca no ponto macio logo abaixo das costelas. Peça ao seu veterinário para demonstrar como se faz, na próxima visita, ou veja algum vídeo elucidativo.

Dicas de prevenção: nunca dê a seu cão ossos verdadeiros, especialmente de galinha ou peru, e mantenha o seu lixo bem tapado. Supervisione enquanto o seu cão brinca com brinquedos de roer/mascar. Certifique-se que os brinquedos que dá são de tamanho apropriado ao seu cão.

Picada de abelha

Uma picada de abelha pode ser grave se o seu animal for alérgico. O alvo da picada costuma ser a área do focinho ou as patas. Se o animal apresentar sintomas além de inchaço, como vômitos ou gengivas pálidas, leve-o a um veterinário.

1. Para impedir que o veneno se espalhe,use a borda de um cartão de credito ou cartolina simples para remover o ferrão assim que o conseguir encontrar. Não tente espremer o ferrão com os seus dedos ou usar uma pinça já que exercer pressão no ferrão para segura-lo provocaria uma expulsão de veneno ainda maior, aumentando a exposição do animal ao veneno.

2. Pressione uma compressa fria em cima da zona picada, para ajudar a reduzir o inchaço

3. Mantenha-se atento ao animal para garantir que não há mais inchaço

4. O seu veterinário poderá aconselha-lo a ministrar um anti-histamínico. Assegure-se que ministra a dose recomendada.

Dicas de prevenção: Não deixe seu animal vaguear por jardins floridos. Evite usar perfumes doces enquanto passeia o seu cão na rua. Passeie o seu cão ao alvorecer ou pelo crepúsculo, quando as abelhas e vespas estão menos ativas.

Insolação

Tanto no caso de cães como gatos, os sinais de insolação começam com dificuldade em respirar, excesso de baba. Sintomas mais graves são vômitos e diarreia. No pior cenário, cães podem sofrer convulsões.

  1. Leve o seu animal para um lugar mais fresco e coloque uma ventoinha voltada diretamente para ele.
  2. Coloque toalhas úmidas e frias na parte de trás do pescoço do seu cão, axilas e virilhas.
  3. Se possível, tire a temperatura do seu animal.

Dicas de prevenção: certifique-se que o seu cão tenha um lugar fresco para descansar e muita agua fresca nos dias quentes. Nunca deixe o seu animal sozinho dentro de um carro estacionado, mesmo quando não está calor fora. Cuidado com passeios e exercício em dias quentes. Cães com focinho curto como pugs e bulldogs são especialmente susceptíveis a golpes de calor; tome maiores precauções com essas raças

Ataque

Para além de convulsões, os sintomas de um ataque podem incluir enrijecimento, salivação excessiva ou espuma na boca.

1.Gentilmente afaste o seu animal de móveis ou quaisquer objectos que o possam ferir.

2. Não coloque a mão dentro da boca do animal, você pode ser mordido.

3. Não tente segurar ou agarrar o animal durante a convulsão.

4. A maioria  dos ataque  duram entre dois e três minutos. Se demorar mais que isso, ligue uma ventoinha e molhe suas patas para o esfriar.

5.Quando a convulsão passar,chame o seu veterinário. Mantenha o animal quente e quieto.

Dicas de prevenção: convulsões podem surgir se os animais ingerirem coisas tóxicas de casa como iboprufeno, cogumelos, xylitol ou veneno de rato. A causa mais comum de intoxicação e convulsões nos gatos, é a ingestão de produtos antipulgas destinados a cães. Certifique-se que os guarda em locais seguros, fora de alcance dos seus animais.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s